.:Disclaimer:.

Diário pessoal de uma professora recém-formada e admitida. Quem me conhece sabe como foi a luta para realizar meu sonho de lecionar. E agora que ingressei no mundo do magistério, vou contar os meus acertos e tropeços, minhas experiências e impressões.

Sem essa de diário de classe, aqui o diário é outro! Professora: Mode On, o meu Diário de Bordo.
;p Sejam bem vindos ao meu louco mundo!

Quem sou eu? Professora Raquel. Para os alunos "Prô", para os mais íntimos "Xuh", para os amigos "Quel", para a família "Raks", para você que não me conhece, prazer.

.:Visitas:.

.:Riscos no Quadro:.

"Feliz aquele que transmite o que sabe e aprende o que ensina".
Cora Coralina.

"O homem chega à sua maturidade quando encara a vida com a mesma seriedade que uma criança encara uma brincadeira".
Friedrich Nietzsche

.:Temporize-se:.

.::Mais Vistos::.

Tecnologia do Blogger.

.:Divirta-se:.

.:Criaturas Pedagógicas:.

Enquanto assisto meu São Paulo ser campeão sulamericano, que (claro!) eu não poderia deixar de citar, fico aqui me lembrando o quão boba eu estava há algumas horas quando minhas crianças da manhã me fizeram chorar e uma criança da tarde chorou horrores em nossa despedida. Só de lembrar me dá um aperto no coração!
Minha primeira turma! Não ficamos muito tempo juntos, mas mesmo tendo sido apenas um mês e meio, foi onde eu, realmente, me senti professora. Como posso não chorar? Como posso não me sentir triste por ter acabado tão rápido e por ter de me despedir? Eu já tinha uma leve ideia de como eu seria em uma despedida pós experiência em sala...e está sendo exatamente como imaginei. Sou muito sentimental e me apego fácil de mais... Difícil não ficar abalada! Alguns podem dizer que me acostumarei com o tempo... À eles digo: Assisti 90 vezes Dirty Dancing e ainda me arrepio na música final. Já assisti 10 vezes "O Diário de Uma Paixão" e chorei em todas elas, tanto é que nem consigo terminar de ler o livro - por que será?
Antes de explicar a choradeira, vou contar um pouco do dia de hoje, que foi bem diferente... Além de ser o último dia de aula, a escola alugou alguns brinquedões. Quatro para ser exata: Um tobogã, um "castelinho", que na verdade era um rinoceronte de barriga e patas para cima, um "Kid play" e uma cama elástica. Além deles, para cunho de preenchimento da linha de tempo, usamos dois espaços da escola: O mezanino e o parquinho.
O dia começou com o acolhimento de 20 alunos da minha turma 6B da manhã. Conversei com eles antes de irmos, fazendo os combinados necessários e partimos rumo ao Castelão:


Nele, dois joão-bobo um "pneuzão" para eles pularem por dentro, e de quebra o pula-pula. Depois, nos dirigimos à cama-elástica:


Fomos lanchar e logo após, chegou nossa vez no Kid Play:


Com um touro de ar, um joão-bobo, uma parede de escalar com escorregador e um pneuzão. Por último, o mais esperado dos brinquedões... O tobogã:


Muito sol e muita água para alegrar mais o dia... ^^
Meia hora em cada brinquedo foi o bastante para ver o sorrisinho no rosto de todos eles. Ainda fomos ao Mezanino, almoçamos e terminamos o dia da alegria no parquinho.
Para a hora da saída, ficamos na sala de aula, mesmo... foi o momento em que sentei na cadeira e respirei fundo. Enfim, chegou a hora da despedida. Sentei com eles para explicar este momento, dei boa sorte para o ano que vem, comentei inclusive que apenas um de todos os meus alunos estudaria na mesma escola onde trabalharei ano que vem e aí meus amores resolveram cantar uma música para mim.

Beijo, beijinho, beijão

Beijo, beijo, beijo, beijo
Beijnho, beijão
Todo dia tem um beijo na televisão.
O galã beija a mocinha
A netinha, o vovô
A mamãe beija o bebê bem lá no popô

Beijo, um beijo,
Também desejo beijar

Tem o beijo estalado
O Beijo tampão
Tem o beijo bitoquinha
O beijo beijão
Tem o beijo de cinema
Beijo de amor
Tem o beijo do amigo
O beijo de dor.

Será que tem beijo ruim?
Não sei...
Mas também tem beijo bem bom
Bem Bom

Beijo, beijo, beijoqueiro
Beijo,beijo,beijo,beijo
Beijo, Beijar é tão bom.

Beijo, beijo, beijo, beijo
Beijinho, beijão
Beijo,beijo,beijo,beijo
Beijinho, beijão

Quando o vento bate forte, vem beijo apertado
Quando a chuva tá caindo, vem beijo molhado
Quando a gente tá no mar, tem beijo salgado
O primeiro beijo é sempre o beijo lembrado

Beijo, um beijo,
Também desejo beijar
Lá, lá, lá...(14x)

Será que tem beijo ruim?
Não sei ...
Mas também tem beijo bem bom
Bom bom
Beijo, beijo, beijoqueiro
Beijo, beijo, beijo, beijo
Beijo, beijar é tão bom

Resultado: Chorei.
Já com a turma da tarde, como só tenho 2 horas com eles, acolhi as 18 crianças na sala e fiz os devidos combinados. Todos descalços como a turma da manhã, descemos e fomos para o parque. O sol estava de matar... tadinhos! Como vi reclamarem de "queimar o pé", tirei rapidinho de lá e fomos para o pátio do refeitório. Piso liso, geladinho, foi a melhor coisa que fiz.. Aproveitei para fazer a higiene para o almoço. Almoçaram e aí sim, fomos direto ao tobogã:


Foi ou não foi o Dia da Alegria?
Da turma da tarde, me despedi na fila do próximo brinquedo, o castelão. Dalí saí com o coração partido, pois um de meus alunos, o D. Ol. chorou por saber que não estaria comigo ano que vem.
Resultado: Chorei.

De quebra, saí da escola com dois presentinhos (que eu ainda não tirei foto) um da T. Lib., outro da M.Cl. e muita lágrima enxugada. É... acabou! :'(

Últimas palavrinhas da prô:
da prô: E esta foi mais uma passagem da minha vida de professora. Às vezes, acertando, outras errando... E você? O que pensa sobre o que acabei de escrever? Sinta-se a vontade para responder a esta pergunta. Vou esperar por ela. E não se esqueça: Se gostou do meu cantinho, siga o blog, poste no mural e volte sempre!

3 comentários:

Andre Bastos disse...

ano que vem tem mais, torço por você :k

Sueli Freitas disse...

Pois é, há 28 anos que prometo a mim mesma não chorar no final do ano, e ainda choro.Faço tudo: me despeço rapidinho para não dar tempo de ninguem chorar antes de mim, fujo para outro lugar para não vê-los ir embora e por aí vai. No fim do dia, sozinha em casa (ou debaixo do chuveiro) desabo. A isto chamamos "criar laços". Não importa se ficamos horas, dias ou um ano inteiro. O principal é que, como a raposa do Pequeno Principe disse, "criamos laços de afeição e de ternura. E isso nos prende uns aos outros e uns nos outros. Mas, basta chegar uma nova turma para tudo recomeçar.
bjs.

Raquel disse...

Então, não tem como melhorar? Oh God!

.:Promova Também:.