.:Disclaimer:.

Diário pessoal de uma professora recém-formada e admitida. Quem me conhece sabe como foi a luta para realizar meu sonho de lecionar. E agora que ingressei no mundo do magistério, vou contar os meus acertos e tropeços, minhas experiências e impressões.

Sem essa de diário de classe, aqui o diário é outro! Professora: Mode On, o meu Diário de Bordo.
;p Sejam bem vindos ao meu louco mundo!

Quem sou eu? Professora Raquel. Para os alunos "Prô", para os mais íntimos "Xuh", para os amigos "Quel", para a família "Raks", para você que não me conhece, prazer.

.:Visitas:.

.:Riscos no Quadro:.

"Feliz aquele que transmite o que sabe e aprende o que ensina".
Cora Coralina.

"O homem chega à sua maturidade quando encara a vida com a mesma seriedade que uma criança encara uma brincadeira".
Friedrich Nietzsche

.:Temporize-se:.

.::Mais Vistos::.

Tecnologia do Blogger.

.:Divirta-se:.

.:Criaturas Pedagógicas:.

13/08/2012
Chego na escola para me apresentar e descubro que tenho de assumir sala. É, uma regência de 1 semana. Não tinha nada preparado, estava totalmente perdida. Olhei para aquelas crianças de 5 anos esperando algo de mim e num momento me senti estática. Me apresentaram, demos um bom dia coletivo e nada de alguma ideia surgir em minha cabeça. Recebi ajuda de quem trabalha no mesmo cargo que eu já trabalhei: uma inspetora. Ela me deu uma linha do tempo e disse que era hora do parque. Lá fui, com as mãos trêmulas e me sentindo um peixinho fora d'água. Tentei absorver todas as informações da rotina, linha do tempo e espaço, e entender os projetos da escola de leitura, leitura simultânea e horta. Eram muitas informações! De vez em quando, confesso que até me perguntava: O que é que eu estou fazendo aqui?

Com essa turma, realizei uma atividade da qual tenho orgulho: Li a estória "Festa no Céu" que fala de uma tartaruguinha que foi à uma festa no céu e que na volta caia lá de cima e quebrava o casco em vários pedacinhos. Desenhei uma tartaruga, cortei alguns círculos marrons do tamanho de uma moeda e pedi para que pintassem e colassem os cascos nas tartarugas. As crianças amaram, eu amei e todos ficamos felizes!
Alguns dias se passaram e eu fui me adaptando à rotina. Gatinhando e a rastejos bem lentos, é verdade. A regência acabou, fui para o meu horário oficial: 11h às 15h e precisei me adaptar a uma outra rotina. O ruim deste horário é que pouco tempo passava com as crianças, então, mesmo se eu quisesse, não dava para realizar algumas atividades, que logo me deparava com almoço, escovação e saída, ou entrada, chamada, contagem e almoço, escovação e troca de professores. Sei disso, porque peguei uma outra regência, agora de 8 dias, de uma sala com crianças de 6 anos. Nela me senti um pouco mais solta... Fiz dobradura, ensinei o número 9, dando sequência ao que já estava posto, dei desenho dirigido, músicas infatis e como peguei a época do folclore,  fiz algumas atividades sobre o Saci-Pererê que eles amaram, eu amei e todos ficamos felizes!²
Fazendo um resumo do que se passou neste tempo em que eu apenas estudava a ideia de abrir um blog para contar meu dia-a-dia de professora, os dias se passaram assim: Um professora faltava, eu ia para a sala. Se fiquei 3 dias sem entrar em uma sala, foi muito. Enquanto isso, fui copiando algumas atividades impressas, para ter um acervo para quando eu precisasse.
Final de outubro, uma professora começou faltar com uma certa frequência por questões de saúde, até pegar licença de 180 dias. Eis que surge a minha chance de assumir uma regência grande, até o final do ano. Dia 29 de Outubro eu começaria com a turma 6B, das 11h às 13h e 6H das 13h às 15h.

Últimas palavrinhas da prô:
da prô: E esta foi mais uma passagem da minha vida de professora. Às vezes, acertando, outras errando... E você? O que pensa sobre o que acabei de escrever? Sinta-se a vontade para responder a esta pergunta. Vou esperar por ela. E não se esqueça: Se gostou do meu cantinho, siga o blog, poste no mural e volte sempre!

0 comentários:

.:Promova Também:.